1090

Dentro da arte

Olá, fãs!

Eu queria fazer parte da arte. Queria cores para o meu mundo assim, que o gato azul, por exemplo, saíssem do jardim rosa e conhecesse o sofá, conhecesse o sabor da ração, a textura da areia. Mas não sai. Então eu entro. Com um jeito na câmera fotográfica, papai me coloca lá dentro. Em breve sou eu, o gato laranja e o azul no quadro, juntos. Mas eles não falam, tão calados… mas eles não brincam, tão calados. E o preço da imortalidade é a estaticidade. Pois tudo que é imortal, não se move, afinal, pra que ter pressa se se tem todo o tempo do mundo? São como a pedra, como  a areia, o ferro, o ouro, Deus. Todos com a eternidade pela frente. Todos imóveis. Todos um tanto gato, todos um tanto arte.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 

1089

1090

5 comentários em “Dentro da arte

  1. E como não se apaixonar? Como não se render?
    Borges, receba minha admiração, respeito, gratidão e reverências… ❤#BorgesMusoForever

  2. Você já é uma obra-prima. Conseguiu fazer um quadro belo ficar ainda mais perfeito. Arte faz bem. Gatos fazem bem. Beleza faz bem.

Deixar uma resposta para Beatriz Sauerweing Cancelar resposta