681

A liberdade de morrer

Fãs,

Não sou biólogo,  nunca ouvi falar de outro animal que opte por tirar a própria vida que não os humanos. Também não conheço outro animal que tenha consciência da própria morte como os humanos. Eu, gato, por exemplo, não sei que vou morrer. Afinal, não é porque os gatos morrem que eu vou morrer também, posso ser uma exceção. Mas é justamente esta consciência de morte e esta liberdade em poder tirar a própria vida que faz com que os humanos escolham morrer. E acho que tudo isto é fruto desse peso que dão para a morte, do mistério que visam descobrir depois dela, do grande marco que ela se torna. Morrer é apenas uma coisa que os humanos fazem, morrer é como comer maçã, pode acontecer numa manhã ou não. Hoje, o Robin Williams escolheu morrer. Respeito sua decisão, embora não a fizesse. O problema não é como se morre, mas a dor que existe ao redor dessa escolha, geralmente ligada a doenças como depressão… e parece que cada vez mais humanos escolhem morrer. Estranho esta retirada triste de pessoas aparentemente felizes, sinal que os humanos tem tanto mais por trás de si e não sabemos. O século XXI começa assim. E não é que os humanos achem a morte boa, é que a vida deles tem se tornado tão ruim que a morte não pode ser pior. Nós gatos, continuamos sem uma incidência de suicídio na nossa história felina: comer, dormir e brincar continuam fazendo com que a vida não tenha adversária.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

680

681

9 comentários em “A liberdade de morrer

  1. Aproveite muito Borginho, vc e a Christie tem papá à vontade, caminha pra nanar, papais que amam muito vcs. Já o mundo não tem nada a oferecer, e a humanidade em se tornado cada dia pior. Triste ve

  2. Borges, conscientes da morte ou não, já vi alguns gatinhos entrarem em profunda depressão pela perda de seus tutores e acabarem por morrer.
    Não sei se isso acontece com os animais selvagens, mas com certeza, com a domesticação vocês ficaram de certa maneira humanizados.

  3. Conheço de perto o estrago que um suicídio faz na família….
    É realmente muito triste.
    #RIP Robin Williams

  4. Muito triste a morte deste ator ainda mais tirando a própria vida, Deus dá a vida e só Ele deve tirar, mas o desespero e falsa felicidade fazem isto. Grande perda, o cinema está mais triste e nós também.Adeus a eterna babá quase perfeita.

  5. Gatinho lindo: penso que se os humanos fossem mais gratos pela vida que têm, não teriam motivos para desejar sair dela.

  6. Pois é Borginho, texto ótimo. Difícil mesmo viver pra alguns. : (
    E o que é intrigante é que muitas pessoas admiráveis cometem esse ato.

Deixar um comentário