torturador

A volta do torturador

Humanos,

Há quem olhe a foto e pense: maus tratos! Há, sim, acredite. Há aqueles que pensam: nossa, machuca o gatinho, nossa que desconfortável. Hoje em dia há quem olhe para qualquer coisa e veja um terror. Há os que olham para as flores e só vejam os espinhos, os que olham para a vida e só vejam a morte. O olhar é algo muito específico de cada um: Leibniz e Schopenhauer olharam para o mundo e viram coisas tão diferentes. Não há certo, não há errado, há formas de ver. Eu sou daqueles que ainda vêem as coisas simples, que olha os abraços, os beijos, os carinhos. Claro que tudo tem suas histórias por trás: por trás do abraço do Chico em cremosa pode-se ver a adoção, a educação de uma criança entre os animais, a igualdade independente de espécie. Pode-se ver também a chatice do abraço, os apertões, as mãos babadas. Confesso que sinto tudo isso. Eu, que estou perto, sinto as mãos babadas, a chatice do amor, mas sinto também todo o carinho, toda o sentimento de família que há. Afinal, há coisa mais chata, mais grudenta e vergonhosa que uma família? Afinal, há coisa melhor?

Borges, o gato

torturador

2 comentários em “A volta do torturador

  1. CATAPLOFT!!!
    ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
    ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
    ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
    ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
    😍

Deixar um comentário