borgespergunta

Borges Pergunta 13 – Punição

borgespergunta

Olá, fãs!!!

Tudo bom? Sei que vivo umas relações demasiadamente humanas com minha família e que mamãe às vezes me deixa virado para a parede, hehehehe. Então, fiquei curioso para saber de vocês. Vocês punem seus gatinhos quando ele apronta alguma coisa? Por exemplo, tem gente que joga água quando o gato ameaça brigar com outro, bate palma pra dar um sustinho etc. Você tem alguma forma pra punir seu filhote? Como é isso? Conta pra mim nos comentários e em que situações isso acontece.

Lambeijos
Borges, o gato

33 comentários em “Borges Pergunta 13 – Punição

  1. eu tento… mas como eles adoram fazer porcarias quando eu não estou perto pra brigar, aí não tem jeito mais de brigar 😀

  2. Bato as mãos e bato os pés (quase uma dança), faço PTSSSS com a boca. Quando nada funciona eu agarro e beijo e aperto e falo eu te amo até começar a miar. Aí eles se acalmam (para tomar banho)! Hahaha
    AMO DEMAIS DA CONTAAAAAAAAA!!!!!

  3. A minha Lily entende bem o NÃÃÃÃÃO, ela é um amor, dificilmente faz algo errado. Agora que está doentinha (FELV+) está podendo fazer de tudo sem a gente brigar. Agora nem o NÃÃÃÃÃO está ouvindo mais…

  4. Qdo eu pego a pequenininha tentando ir pra rua trago ela pra dentro falando: Coisa feia, mãe não ama mais vc!!!! Aí um minuto depois já tou cheirando, beijando e falando: mentira mãe ama sim, desculpa kkkkk
    Faço barulho com as mãos, com a boca, jogo água qdo o caso é mais sério (briga ou tentativa de fuga) e se é grandão batendo em pequeno a bronca é feia

  5. Depende do dia, eu jogo água, em outro, bato palma.
    Eu sempre falo “não” quando ele apronta, mas não funciona.
    Gostei da tática da Dora, vou adotar… (o aperto e os beijos) 😀

  6. Falo com eles o que farei quando eu tiver meus filhos humanos, um leve tapinha na bunda e não em um tom mais forte….mas quando a arte é muito bem feita eu dou risada mesmo….como virar um cachepô com planta dentro achando que é um arranhador novo dai não tem como punir né!!

  7. A Rosely Londero Machado disse tudo:

    A vida dos gatinhos é muito curta para serem punidos. 🙂

    🙂

  8. Ahhh Borginho até que meus gatinhos são comportados, pq já tive outros que até roubavam comida do prato. TERRÍVEL….
    Mas a única punição foi borrifar água no Jhonny e no Diego quando estavam se adaptando, tirando isso eu só falo “desce” quando eles sobem na mesa,que hoje em dia nem sobem. O resto eles podem subir e na pia, que é proibida, eles nem olham.

    Beijos para todos!!!

  9. AAAHHHHHH sim, já ia me esquecendo… O Jhonny é o que leva mais broncas, principalmente da minha mãe, pq pode saber, se algo quebrou e não foi minha filha foi ele!!!!
    Mas eu sou tipo a tia Jackie, brigo,brigo e depois peço desculpas e beijo muito, para que não fiquem magoados!hehehe

  10. Eita… rs.
    Estamos em fase de “adaptação” em casa…
    Temos uma gatinha mais velha (Penélope) de 5 anos… e dois gatos adotados recentemente (Ringo de 1 ano e 2 meses) e Sabrina de 6 meses….
    Os dois irmãos postiços (Ringo e Sabrina) se dão mto bem….
    Mas a Penélope não quer saber… ela é chata e quer distância… mas eles insistem em querer brincar com ela…
    Chamamos uma comportamentalista… e ela nos indicou vários treinos… e um deles é spray de água nos dois (Ringo e Sabrina) toda vez que tentarem “atacar” a Penélope…
    Já estamos bem melhor… a Penélope está até mais soltinha…. Mas ainda precisamos da ajuda do spray.

    Hehehe… vcs são danadinhos

  11. Ah!Meu fofinho! Me corta o coração mas eu preciso corrigir o meu gatinho. Qdo. ele sobe no fogão eu bato as mãos e faço schiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!! Aí, ele desce num salto e corre, balançando a pancinha gorda, com as orelhinhas pra trás! hehehehehe…

  12. Sem punições. Jordan pode tudo e nos cabe aceitar e sermos gratos por ele fazer parte da família. Que absurdo! Punição para um fofolento! Jamais!

    • Concordo plenamente! Estava começando a me achar a estranha por não punir de nenhuma maneira, td mundo falando q faz um monte de coisas. Aqui em casa meu Costelinha pode tudo, sobe em tudo… fica inclusive em cima da mesa qdo a gente come. Não acho nada q ele faz ruim, aproveito cada segundo.

  13. Sim, meu Borginho lindo! eu assusto a Fifi que é espertinha e ela sai correndo ou dou bronca.tentei por ela de castigo de outra forma mas como tenho coração mole quando o assunto é animais e principalmente quando se trata da minha princesinha, eu fico com dó e parei.

  14. Ah eu brigo mesmo..quando era adolescente não tinha conhecimento e ciência da importância das telas de proteção perdi um gatinho que comeu veneno, sofri muito e depois de um tempo adotei minha filhota, hoje já com 8 anos. Como moro em uma vila de casa ladeada de outras vilas toda vez que a via indo para o terreno vizinho brigada com ela, ia buscar, e dava uns tapas no bum bum. Ela corria pra debaixo da cama e ficava chateada, as depois passava. Uma hora ela aprendeu, só de escutar minha voz falando com ela ” Madame Nora onde voce pensa que vai?” ela ja dava meia volta correndo..rsrs hoje em dia mesmo a casa telada ela sai sob a minha supervisão com o irmão Eclipse e nenhum dos dois saem mais do meu campo de visão. Ela aprendeu pequenina, ele ta aprendendo adulto.. mas consegui bons avanços. Uns tapinhas de vez em quando educam sim.rs bjos borges!

  15. Eu falo NÃO, grito, esperneio, aperto e amasso até o gato ficar puto, espanco a porta, taco pinguinhos de água, enfim, dou um jeito deles me respeitarem.

    Mas, NUNCA, JAMAIS, bato. Só dou uma palmadinha de leve quando o cachorro rouba comida.

  16. Eu sou muito brava. Quando o Loki decide escalar meu corpo cravando as unhas na minha pele, eu pego uma toalha e estalo como um chicote na parede. Bem, funciona, ele corre… atrás de mim como um leão caçando uma gazela. O Loki é mau 🙁

  17. Eu grito não, reclamo e ate dou umas palmadinha bem de leve na bunda dele, mas ae ele faz uma carinha *–* e na mesma hora eu abraço ele e peço desculpas kk

  18. Das duas gatas que tenho só uma tem atenção especial quanto a punições, a mais nova.
    A Amy, mais velha, é muito tranquila, comportada e nem curte muito brincar. A única coisa que necessita de atenção é nossa comida, ela adora nossa comida, principalmente frango.
    A Biruleiba, mais nova, é fofa mas MUITO ativa. Ela corre, pula, derruba coisa…daí eu faço o que é mais fácil na hora, como:
    1) Um belo PSSSSIU alto, faz ela correr
    2) Chegar perto e deixar ela me ver (parece que ela faz merda de propósito, às vezes)
    3) Tirar ela do lugar (nem sempre adianta, se tá muito interessante ela volta)
    4) Borrifador de água (que ela já olha e fica quieta)
    Enfim, é isso Borges
    Beijinhos!

  19. Minha gata tem pânico de jornal enrolado. Ela viu meu irmão tentando matar mosca com aquilo e ele deve ter feito tanto estardalhaço, que hoje basta pegar um jornal enrolado que ela sai em disparada. Se a gente conseguisse brigar com ela, usaríamos aquilo para punir, porque é a única coisa que ela tem medo.

  20. O Kimi que adotei desde que ele tinha uns 3 meses (hj tem 7), não preciso punir. Quando está a fazer algo q ñ pode já falo NÃO e pronto, mas quando já fez (oq é raro), ou qndo está arranhando o sofá, só grito VOU TE PEGARRRRRRRRRRR, q ele sai correndo p fugir de mim. Já o Thor q adotei já com 2 anos,é + teimoso. tento o NÃO, mas tb faço “pshi” ou tenho q borrifar água ele, depende da situação.

    • Epa,Kimi tem 7 anos, não são meses. Ah, e quando Kimi era bebê e fazia algo errado eu dava chinelada no chão, perto de onde ele tava e gritava o tal vou te pegar. Hj só a frase já funciona, mas a única coisa errada q ele faz mesmo é arranhar sofá e, mto raro, tipo a cada 4 meses, marca território do nd. Ah e o Thor atualmente já nem preciso borrifar mais, ele vê o borrifador, se abaixa e faz olhinho de japonês.

  21. Aqui em casa é um ” não” seguido de spray de água. Com o tempo, só o “não” é suficiente, mas, de vem em quando, é preciso voltar a usar o spray. E isso só para subir na pia, comer as plantas e quando um insiste em brincar com outro que não quer e a coisa vira briga, ou o outro fica fugindo desesperadamente pela casa (isso é mais difícil de impedir – às vezes, tenho que prender o insistente em um quarto até ele acalmar).

    • faço como a lidiana: borrifo água ou uso o método felícia. não tem jeito, o Teo está muito mordedor. se ele não melhorar, vou começar a mordê-lo rsrsrs

Deixar um comentário