503

Cara Metade, Metade da Cara

Fãs,

Muitos humanos constroem suas ilusórias vidas em busca de um romance. Da janela, vejo a  jovenzinha sair para o trabalho, tão bonita, mas triste porque não tem um namorado. Ouço, através das paredes, a vizinha divorciada reclamar que não tem marido e já passou dos 45. Um amigo de meu pai reclamava, no Facebook, que não há mais mulheres românticas que queiram casar. E assim as pessoas esperam suas metades, pois para pessoas, o auge de um par é o par romântico.

Imagine minha situação, caros humanos, pois já beiro os três anos, sou castrado e a única gata de que me aproximei foi a minha irmã. Que ilusão tenho eu de um par romântico, uma paixão arrebatadora ou qualquer coisa do tipo? Para mim, cara metade é a minha irmã, que é minha amiga, minha parceira de gatices e isto é muito. E não viverei com nenhuma gata no cio, não desfrutarei noites de miados esquizofrênicos. O que preciso para me completar é de uma gata que brinque comigo, que divida o pote de ração, que durma próximo no frio e que esteja sempre aqui, como está minha irmã. E cá estou ronronando, amassando pães e virando a barriga. Mais feliz que muito humano, pois percebi que há outro sentido muito mais amplo na expressão “cara metade”.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

503

8 comentários em “Cara Metade, Metade da Cara

  1. Lindo esse seu texto, viu Borginho? Nós humanos ás vezes deixamos de ver a beleza que nos cerca… Já vcs, mto mais sensíveis, são o que realmente vale a pena neste mundo! Lambeijos! ♥

  2. Que declaração mais linda!!

    Eu tenho namorado, há 9 anos. Mas também tenho amigos que fazem parte da minha metade! <3

  3. Vixe…
    Pelo visto eu sou a única encalhada aqui que ainda tem esperança de encontrar essa tal “cara metade romântica”….
    KKKKKKKKKK!!!!!
    Brincadeira, Borginho! Seu texto foi incrível!!!
    😉

Deixar um comentário