leitura

Conto de gatas

Humanos,

“Era uma vez um gato que lia para a sua irmã”, foi assim que comecei a contar a história para Pessoa. “Mas na página nem tem um gato, Borginho, tem uma árvore.”, retrucou. “Você saber ler? Pois se sabe, pode ler sozinha”. Pessoa é analfabeta, mas acha que pode me dizer o que estou lendo. Tá certo que, de fato, eu estava inventando tudo, mas eu não queria contar nenhuma história de árvore, queria contar de gatos, pois para mim os gatos deveriam ser protagonistas em todas as histórias: “gata adormecida”, “gata de neve”, “gatinho vermelho”… E Pessoa me questiona: “Mas nunca vejo gatos nesses livros, Borges, deve haver algum engano.” E eu já trago a resposta na ponta da língua: “Você já viu gatos na gata borralheira? As histórias escritas são assim mesmo, diferente das imagens.”

Borges, o gato

 

leitura

1 comentário em “Conto de gatas

  1. Era uma vez….. um gato branco escritor que todos os dias enfeitiçava seus fãs com seus textos….

    🤗

Deixar um comentário