borges-curvado

Corcundando-me por ele

 

 

 

 

Olá, fãs!

Estou ficando com problemas na coluna. Afinal, mãe tem um filho e expulsa o outro. Sua barriga não é mais deitável. No que deito, corcundo-me. Estou ficando com aparência de bumerangue, letra c, sinal de menor que. Tudo que eu queria era novamente a barriga deitável de minha mãe, meu antigo leito. Queria poder voltar a amassar pãozinhos infinitamente, mas a barriga dela tem tanta coisa que já não amasso mais pão, faço feijoada. Fico curioso para saber o lado de dentro, como estará Francisco. Quando nascer ele, entro eu e de lá não saio mais. Amassarei pãozinho por dentro, dormirei, farei-me feto, pois viemos ao mundo só para descobrir que melhor era ter ficado na barriga.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato


borges-curvado

4 comentários em “Corcundando-me por ele

Deixar uma resposta para Jaqueline Cancelar resposta