antonio_gedeao1

Dica Cultural 10 – O poema do gato de António Gedeão

dica_cultural

antonio_gedeao1Fãs,

Vocês sabem quanto amo literatura e quanto amo me aventurar pelas letras de outros países, não é?

Pois imaginem um poeta que é um professor de química. Exato. Além disto, autor de um dos poemas com a temática “gatos” mais lindo que já em todos os tempos. O nome dele é Rómulo Vasco da Gama de Carvalho, mas ficou conhecido pelo seu pseudônimo António Gedeão. Ele faleceu em 1997 e é pouquíssimo conhecido aqui no Brasil, embora seja um grande poeta português, nascido em Lisboa.

Abaixo deixo este lindo poema, com o texto e o vídeo narrado (que vale muito, muito, muito ser visto)!

Poema do Gato

Quem há-de abrir a porta ao gato…
quando eu morrer?
Sempre que pode
foge prá rua
cheira o passeio
e volta para trás,
mas ao defrontar-se com a porta fechada
(pobre do gato!)
mia com raiva
desesperada.
Deixo-o sofrer
que o sofrimento tem sua paga,
e ele bem sabe.
Quando abro a porta corre para mim
como acorre a mulher aos braços do amante.
Pego-lhe ao colo e acaricio-o
num gesto lento,
vagarosamente,
do alto da cabeça até ao fim da cauda.
Ele olha-me e sorri, com os bigodes eróticos,
olhos semicerrados, em êxtase,
ronronando.
Repito a festa,
vagarosamente,
do alto da cabeça até ao fim da cauda.
Ele aperta as maxilas,
cerra os olhos,
abre as narinas,
e rosna,
rosna, deliquescente,
abraça-me 
e adormece.
Eu não tenho gato, mas se o tivesse
quem lhe abriria a porta quando eu morresse? 

António Gedeão

6 comentários em “Dica Cultural 10 – O poema do gato de António Gedeão

  1. és belo, uma poesia com gatos em seu tema central és sempre belo…..adorei borges, o video tbm é uma arte sem igual….e a narrativa em portugues de portugal dá um ar mais…..como poderia descrever, único ao poema

Deixar uma resposta para Reynaldo N Kajita Cancelar resposta