Gato-tomando-remédio-670x502

Dica de Cuidado 36 – O perigo do Paracetamol (Tylenol) e o uso da dipirona

Olá, fãs!

Vocês sabiam que um dos posts mais acessados do meu blog diz respeito à dipirona? Exatamente, nesta época eu sequer sabia escrever. Quem escreveu foi meu pai. Vocês podem ler este post aqui: http://www.borgesogato.com/gato-x-dipirona/

O fato é que, muito novinho, tive um tempo doente, com febre. E mamãe e papai, pais de primeira viagem, não sabiam o que fazer. Eles me levaram ao veterinário e leram muitos e muitos texto na internet e confirmaram: dipirona (a famosa novalgina) pode ser ministrada ao gato pelo veterinário. Porém o Paracetamol (Tylenol) é altamente tóxico e pode matá-lo.

Vamos aos problemas:

1 – Dipirona é horrível, então eu não como nada, absolutamente nada que tenha dipirona, sequer os sachês! Sendo assim, é uma missão praticamente impossível me fazer tomá-la. hehehehe.

2 – Se eu for forçado a tomá-la, depois de segurado por 20 pessoas, eu babo tudo de volta. A dipirona me produz espuma na boca, é horrível. Então logo após tomá-la eu praticamente me livro dela toda.

3 – Muita gente confunde Dipirona com Tylenol, este erro pode ser fatal ao gato. Jamais dê medicamentos sem consultar o veterinário, até porque a dosagem não é a mesma que para humanos. Sendo assim, todo cuidado é pouco.

Sendo assim, fãs, a dica de cuidado de hoje é a seguinte: jamais ministre um remédio sem levar seu gato ao veterinário, mas se esse veterinário em algum momento sugerir paracetamol (tylenol) fuja dali, pois ele não é veterinário coisa alguma!

Lambeijos

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 

81
Veja meu olhar de pavor para essa coisa horrível! hehehe
Gato-tomando-remédio-670x502
Um exemplo de um gato bonzinho tomando remédio, comigo não é bem assim que acontece…
Paracetemol
Preste atenção, fã!

 

12 comentários em “Dica de Cuidado 36 – O perigo do Paracetamol (Tylenol) e o uso da dipirona

  1. Nossa Borginho…..
    Acho que meus gatos nunca adoeceram. Ou se adoeceram, sararam sozinhos e eu nem percebi…
    Legal este post!!!
    Vou ficar de olho a partir de agora!
    😉

  2. É Borges… Dipirona é realmente horrível, até o comprimido é amargo. Meu filhote humano só consegue tomar a forma em xarope, por ser mais palatável, se for em gotas, comum, ele vomita tudo! Já pros meus filhotes peludos, pros gatos nunca precisei dar, mas pros cães já! Como eles são grandinhos, pude dar o comprimido mesmo, aí foi só disfarçar no meio de um bolinho de carne ou patê que rapidinho eles engoliram… Pra gatinhos é bem complicado… Acho que a melhor forma seria injetável… Melhor uma picadinha que aquela babação e histeria né!!!??? rsrsrsrrs, beijos!

  3. Recentemente minha gatosa (gata + idosa) Francisquinha esteve doente e a veterinária receitou, entre outros remédios, Dipirona gotas, mas somente DUAS gotas duas vezes ao dia. Cadê que eu conseguia dar as benditas gotas para ela? Tive que pegá-la a força pela carcunda, pingava as duas gotas em meu dedo indicador e esfregava o dedo na língua dela! Tentei dar com seringa misturado com um pouco de água e enfiar goela abaixo mas também foi uma missão impossível! Felizmente hoje ela está completamente bem, mas foi um mês de batalhas homéricas duas vezes por dia! Ainda tenho as cicatrizes da guerra…

    • Marcius, se precisar dar dipirona para sua gatinha novamente, pingue as gotinhas numa bolinha de pão e deixe no freezer para endurecer, depois é só dar como se fosse um comprimido, Não é a prova de “babação”, e estressa muito menos o gatinho. Claro que só vale para as doses futuras, dê a primeira dose e faça isso com as demais.

  4. eu sei de tudo isso, mas só porque passei por problemas com meus filhotes de cachorros e a receita foi dipirona, mesmo assim, no máximo durante 03 dias. Gatos exigem mais cuidados ainda, tudo neles parece potencializado :/ Super importante o post de hoje.

  5. Isso mesmo Borginho, o organismo dos gatos é muito sensível a vários medicamentos, inclusive os de uso pet, e dosagens erradas podem ser fatais. Nunca devemos medicar os nossos queridos felinos sem antes a avaliação e orientação de um medico veterinário experiente em cuidar de gatos.

    Isso se dar porque o organismo dos gatos não consegue metabolizar várias substâncias, isso inclui alguns alimentos e remédios, com isso essas substâncias se acumulam no corpo deles sem ser expelidas pelo organismo e acaba por intoxicá-los.

  6. Sempre bom informar Borginho,uma vez meu namorado ia dando tylenol pro gato dele e eu fiquei doida tomei da mão dele e joguei o frasco longe..hehehe

Deixar um comentário