10 comentários em “Divã do Borges 37 – o avesso de um corvo

  1. Gente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que gatinha mais linda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Bom, os problemas da Maria são os mesmos dos meus gatos…
    Aliás, os meus se assustam até com a minha cara de manhã! kkkkkk
    E Dr. Borges, vc brilhou com sua análise! Lacan e Freud estão agora batendo palmas para vc!
    😉

  2. Mamãe Ana, se você tiver oportunidade de assistir, existe um programa de um adestrador de gatos que passa no animal planet sábado às 21 horas que se chama meu gato endiabrado. Ele cuida de vários casos como o seu e os gatos chegam ao ponto de dormirem juntos no final. Vale a pena tentar usar umas dicas no seu dia dia pra ter uma família harmoniosa. Beijos e boa sorte!

  3. Que linda é a Maria. Borginho, concordo, acho que a cachorrinha ou a tartaruga devem acompanha-la nas refeições, rs… Lambeijos.

  4. A diva do divã a Maria. Ela é linda! Como disse brilhantemente nosso muso,só o tempo vai diminuir esses traumas da Maria linda. Borginho, parabéns pela análise. Brilhante !

  5. Ahhh, minha menininha aqui, que lindaaa!
    Obrigada, Borginho, adorei a análise e gostei muito da sugestão de colocar os outros bichos pra comer com ela – provavelmente a tartaruga, porque colocar a Mel em cima da mesa é meio difícil. E seremos todos obedientes (continuaremos sendo, né hehehehe), Maria continua ditando as regras até ela se sentir completamente em casa!

    E obrigada pelos comentários, não é porque sou mãe coruja, mas ela é linda mesmo *-*

  6. Que gata mais linda gente, nossa fiu-fiu!!

    Adorei a parte do corvo hehehe;mas fique calma tia Ana, ela viveu na rua e sabe-se lá o que aconteceu com ela, talvez ela ainda tenha a memória de algumas coisas ruins e tenha medo que volte a acontecer mas com o tempo ela melhora,basta paciência e amor!!

  7. Menina linda demais mesmo!
    Agora Borginho ficar amiga até da vassoura… tu é muito palhaço viu? kkkkkkkk
    Analise brilhante como sempre.

Deixar uma resposta para Geisa C M Rotta Cancelar resposta