diva

Divã do Borges 8 – Sofia, a gatinha seletiva

diva

Olá, caros fãs, clientes, pacientes.
Mais um novo caso no nosso divã. Desta vez, a analisada é a Sofia, a gatinha seletiva, sua mãe, os vizinhos e o Alex (guardem esse nome!)
Vamos ao relato da mãe Ivy:
Eu resgatei a Sofia das ruas, ainda pequena e machucada e após uma cirurgia a trouxe para morara aqui onde viviam Filomena e Francisco (mãe e filho); a Sofia nunca aceitou nenhum dos dois e eu como uma mãe zelosa respeitei, apesar da Sofia chegar a tolerar a Filomena no mesmo ambiente que ela…emfim o tempo passou a Filomena virou estrelinha e o gato do vizinho mudou para minha casa e eu achei muito estranho quando a Sofia resolveu aceitá-lo numa boa. Esse gato, o Alex, é amigo da Sofia e do Francisco. ok.
Resgatei mais um gato(Ignácio), achando que o problema era o Francisco e a Sofia resolveu odiá-lo também. Nesse ano que passou o Alex trouxe mais um amigo para casa que a Sofia resolveu aceitar, assim como os gatos do vizinho que as vezes vem passear no nosso quintal, não sabemos mais o que fazer, ela aceita alguns gatos e outros não. É maluquice dela ou nossa?
beijos gato lindo!
Ivy a loka dos gato!=^.^=
Vamos analisar:
1 – Comecemos pelo fim, a paciente pergunta quem é o maluco da história e assina: “Loka dos gato!!!!” Sim, com K e sem concordância de plural, da forma mais insana mesmo!!!! Preciso responder?
2 – Um doce para quem descobrir quem é o Alex: será um gato, um humano, um espírito zombeteiro que aterroriza a pobre Sofia e faz com que seu humor varie??? Quando a tia quer dizer O GATO DO VIZINHO, é uma expressão elogiando o humano ou é um gato quadrúpede mesmo, pois se for um quadrúpede, ele sai levando os amigos pra dentro de casa assim? Por Freud, que caso complexo! Cabem aquelas perguntas que são basilares para toda a filosofia mundial: Você conhece o Alex? Que Alex?
3 – Ela aceita os gatos que vão passear no seu quintal??? Calma, tá tudo errado!
Solução do caso:
1 – O caso parece muito complexo, mas é que a casa vive a Síndrome da Bagunça Aguda. Os gatos do vizinho entram na casa como se fosse deles, qualquer dia o vizinho vai entrar na casa como se fosse dele, qualquer dia o vizinho estará na sua mesa tomando café, usando seu banheiro e dormindo na sua cama. Isto se deve também à Síndrome do Vizinho Deveras Abusado ou Síndrome da Vizinha que Deixa o Vizinho Ser Deveras Abusado Porque Ele É Um Gato.
2 – Vizinhos são chamados assim porque a essência deles é morar na casa ao lado: reparem, sei que é difícil, mas TODOS os vizinhos do mundo moram ou na casa ao lado, ou em frente ou aos fundos. Se o seu VIZINHO deixa de viver na casa dele para viver na sua, ele deixa de ser VIZINHO e vira você. Sendo assim, isto configura uma Crise de Identidade. Para evitá-la, peça que o VIZINHO se mantenha na casa dele, o mesmo serve para os gatos. Ele tem que colocar redes que impeçam a fuga deles, pois assim como você os trata bem, outra pessoa poderá matá-los, alegando que o vizinho está invadindo a propriedade alheia e pouco se poderá fazer em defesa dos pobres bichanos.
3 – Percebo que não só você tem uma ligação muito forte com o gato do vizinho (todos os sentidos possíveis aqui nesta expressão, pfv), mas a Sofia também. Noto que, a Sofia vive uma Síndrome da Seleção Gatural, ela escolhe os amigos através da influência do Alex. Repare que todos os gatos que ela gosta, são os gatos amigos do Alex. Ou seja, o Alex tá com muito mais moral que você.
4 – Toda vez que pensar em introduzir um novo gato em casa, peça antes a opinião do Alex, fale para ele conversar com a Sofia. Se eles, em consenso aceitarem, ok, pode colocar o gatinho em casa.
Agora, cara Loka dos Gato, você já tem a chave para uma vida feliz com seus bichanos e com seu vizinho! Basta seguir meus conselhos e entrar em contato sempre que preciso.
Até o próximo caso!
Lambeijos.
Dr. Borges, o gato
Fotos roubadas do Facebook da cliente, pois ela é tão LOKA que esqueceu de mandar.
Essa é a Loka, provavelmente, com a Sofia
Essa é a Loka, provavelmente, com a Sofia

Isso é o Ignácio, que não tem a amizade da Sofia porque não é vizinho.
Isso é o Ignácio, que não tem a amizade da Sofia porque não é vizinho.

9 comentários em “Divã do Borges 8 – Sofia, a gatinha seletiva

  1. ashuashuashuashuashuashuashuahuashuashuashua!!!
    Vc Borginho, é o mais LOKO de todos, por ter feito essa análise LOKA, mais LOKA que a LOKA DOS GATO!!!
    Ri litros agora!!!!!

  2. Eu sei, eu sei!!! *pula com a mão levantada*. o Alex é o “amigo imaginário” da Sophia… ou nesse caso, o “vizinho imaginário”… rsrsrsrs.
    Lambeijos Borginho.

  3. Kkkkkkkk kkkkkkkk kkkkkkkk difícil parar de rir, Borginho! Pior q eu tava lendo dentro do ônibus! É um caso mais LOKO q outro! E uma análise mais GENIAL q a outra!!!! As síndromes são muito… como posso dizer? … autoesclarecedoras! Kkkkkkkk Ouso dizer q humanos também podem padecer dessas síndromes! Kkkkkkk conheço alguns casos. Principalmente de síndrome da bagunça aguda!!!! Kkkkkkkk

  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Borges essa sua análise foi ótima, adorei as síndromes!!!
    Mas afinal, Alex é um gato igual a você ou um gato humano bonitão??
    auhsuahsahsauhs, to rindo muuuuito, toda vez minha bochecha fica doendo de tanto riso.

    Lambeijos e boa sorte Loka dos gato!!

  5. Ahhh, gente!! Quem nunca enlouqueceu com um vizinho gato?? Amizades são legais pois são a nossa escolha, irmão é imposto e nem sempre tem muito a ver com a gente, mas isso não quer dizer q não os amamos, só não queremos tê-los ao lado, o tempo todo, queimando nosso filme na frente dos amigos. Bjim!

Deixar um comentário