vacina

Dor para não sentir dor

Olá, fãs! Como vão?

Enquanto vocês estão aí preocupados com Zika, com H1N1, com sei lá que, lá fui eu e minha irmã tomar a quádrupla. Uma picada de um lado, outra do outro. É triste essa realidade em que você tem que sentir uma dor para evitar uma dor muito maior. Me lembra aquele moço que ficou preso pelo braço a umas pedras e, para não morrer, cortou o braço e saiu fora. Picada para não morrer, palmada para não se desvirtuar, prender para evitar crimes, trabalhar para não passar fome… essa vida é cheia de dores para impedir outras. Coisa de humanos. Nunca conheci um gato que tenha cortado o rabo para ficar vivo ou coisa similar. E olha que os humanos se acham evoluídos, mas ainda não inventaram uma vacina que não precise de uma lança furando seu corpo; ainda não inventaram uma forma de punir sem ser batendo ou prendendo; ainda não inventaram uma forma de ganhar a vida que não seja trabalhando. Ah, humanos. Como acreditar que vocês já chegaram a outro planeta se não conseguem nem evitar a dor de uma injeção?
“Aaaah, Borginho… mas já tem anestesia!” ANESTESIA É UMA INJEÇÃO, MALDITOS!

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

vacina
Na minha médica, doutora Vivian Lage.

5 comentários em “Dor para não sentir dor

Deixar uma resposta para mary Cancelar resposta