pessoinha

Dormer

Humanos,

Nada como juntar as melhores coisas da vida: o comer e o dormir. Pessoa dorme assim, entre talhares e edredons. Faz da mesa, cama. Não deve haver limites entre os móveis: aqui se dorme, aqui se come. Precisamos de um móvel apenas: a mesa ou a cama. Travesseiro na mesa, prato na cama, lençol na mesa, copo na cama. Mesama, camesa! O importante é estar cheio e dormir, o importante é já acordar com a boca de ração e dormir com a boca cheia de petiscos. Comer em sonho, sonhar comendo. Um dia o mundo não fará mais distinção entre os maiores prazeres. Todos serão um só: existirá um verbo novo: “dormer”, a união perfeita entre o dormir e o comer que sempre será conjugado na primeira pessoa, seja do singular ou do plural: eu dormo, nós dormemos.

Borges, o gato.

 

pessoinha

3 comentários em “Dormer

Deixar um comentário