grey

Duas casas

Fãs,

Consigo ouvir o Grey miar do meu apartamento e vice e versa. Falta, sim, um post de eu indo dar-lhe as boas-vindas ao prédio. Faltará sempre. Não irei lá. Ele tampouco virá aqui e, o fato de ele morar perto, não mudará em nada o fato de ele continuar  longe. A não ser o Chico. Ah, Chico, sociável como um cachorro, sociável como um humano, vive na casa do Grey e lhe dá carinho, e me traz seus pelos e chega com seu cheiro. Eu me sinto mulher traída, tendo que aguentar perfumes de outros. Chico ainda me chama pelo mesmo nome: “gato”. Para ele eu sou gato, Grey é gato, os macacos são gatos, um cachorro qualquer da rua é gato. E vejo o dia que não saberá mais qual é a sua casa, quem é o seu gato, quem é a sua mãe. Nada fará diferença, tudo será duplicado e, ele próprio, Chico terá quer ser dois para encher duas casas.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 

grey

3 comentários em “Duas casas

Deixar um comentário