476

Entrincheirados

Fãs,

Entrincheirados na imensidão da cama. Dizem que nós, gatos, podemos ver espíritos, seres errantes, almas que cumprem penas eternas no mundo dos vivos. Entrincheirados por trás das cobertas, dos travesseiros. Dizem que nós, gatos, podemos ouvir o ranger de pisos, o arrastar de correntes, o soprar de bafos malignos. Entrincheirados sobre o colchão e sob o teto. Dizem que nós, gatos, podemos sentir o cheiro da morte, o cheiro de um mundo paralelo, o cheiro de cânfora que emana das tumbas. Dizem tanta coisa sobre nós, gatos, que acabamos dormindo ao som das mesmas histórias chatas. Entrincheirados.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

476

477

478

6 comentários em “Entrincheirados

  1. “…podemos sentir o cheiro da morte, o cheiro de um mundo paralelo, o cheiro de cânfora que emana das tumbas.”
    Borginho,
    DRAMÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁTICO!!!!!
    A cada dia, mais!!!
    😉

  2. UUUi! Que medo que deu agora, até um friozinho na espinha… Espero que meus miaus não vejam nada de diferente lá em casa… óóóóó!

Deixar uma resposta para Paola Cancelar resposta