346

Faz de conta

Fãs,

Acordados ou dormindo, estamos sempre fazendo de conta. A vida vale mais a pena pelo que ela não é do que pelo que ela é. É uma eterna esperança: vivemos porque amanhã o petisco vai ser melhor, a ração vai estar mais fresquinha, a brincadeira será mais legal e este amanhã é sempre amanhã. Eu faço de conta que o braço da vovó é uma incrível caça e mordo e arranho e me divirto, pois se o braço da vovó fosse só o braço da vovó, seria até fofinho, mas não teria qualquer emoção. Já Christie sonha que é um pássaro, voa igual superman. Pois sonho é um eterno faz de conta, no sonho se sonha que se está acordado. E não será também a vida sonho, um eterno faz de conta que estamos brincando de algum outro lugar que não sabemos ainda qual é?

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

345
Faço de conta que o braço é caça

 

346
No sonho, Christie faz de conta que está acordada e que é o Superman

 

9 comentários em “Faz de conta

  1. Borginho, vc ‘caça’ o braço da sua avó do mesmo jeitinho que a Tapioca caça o meu… Será q braço de vó é gostoso de morder e arranhar??? Eu vivo arranhada e acho uma delícia brincar assim! Doida, eu?! kkkkkkkkkkkkk Bjs, lindo da tia! <3

  2. Borginho, este texto está incrível (como todos)! Precisamos desse faz-de-conta pra viver, ou a vida seria muito dura e sem-graça. 🙂

  3. Borginho, seu lindo!!!
    Incrível como em um texto tão pequeno vc conseguiu resumir a vida tão bem…
    ” A vida vale mais a pena pelo que ela não é do que pelo que ela é. ”
    Disse tudo!!!
    Gato sábio!
    😉

Deixar um comentário