356

Gatos não choram

Fãs,

Hoje vi um menino chorando na televisão. Diziam a ele: meninos não choram. Ele cresceu sem chorar, como aprendeu. Nunca me disseram “gatos não choram”, mas o fato é que nunca vi gato chorar. Talvez porque o miado já pareça um choro, talvez porque as lágrimas fiquem por debaixo do pelo, talvez porque nenhum motivo do mundo seja motivo para chorar.

Não sei se a vida é triste o suficiente para derramar lágrimas, não sei também se ela é feliz para rir. Parece-me que a vida não é feliz, não é triste, a vida apenas é. Nós é que vamos interpretando-a com alguma alegria e tristeza. Papai, por exemplo, gosta de falar mal das coisas: para ele, se algo sai errado, torna-se o pior dia, o pior mês, o pior ano, a humanidade está condenada e o mundo deveria acabar. Mamãe chora quando acorda em um dia de chorar. Eu não. Embora por dentro da carne haja muito riso e muito lágrima, gosto apenas de olhar, sem alterar minha expressão, pois não gosto de entregar interpretações de mundo prontas, prefiro que me olhem sem saber e pensem: “o que será que este gato acha da vida?”

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

356

8 comentários em “Gatos não choram

  1. Borginho, vira e mexe me pego pensando nisso… querendo analisar os olhares e não miados(ela quase não mia…)da Tapioca. Já perguntei isso a vc uma vez, até saiu num de seus textos… Vc me disse – gatos são felizes e tristes. Nisso, combinamos. Bjs mil… <3

  2. ola Borginho… eu já vi um gatinho chorar… quero dizes… quando eu me mudei, deixei minha gata na casa dos meus pais pq ela já tava acostumada e por ela já ter idade achei que seria muito ruim pra ela ir para um lugar estranho… meus pais sempre a amaram e cuidaram dela com muito amor e sachê… mas minha mãe diz que ela ficava no meu quarto e miava de uma maneira que nunca tinha visto… parecia um uivo melancólico!!! ela ficava muito triste em ver a gata assim… tentava dar comida e ela não queria… acabou que ela faleceu duas semanas depois da minha mudança… ela tinha 19 anos e sentiu muito minha falta… mas sabe… sei que ela me amava e ela sabe o quanto eu amava ela… nunca mais vou ter alguém assim… pois gatinho é como filho… mesmo que se tenha outro, nunca será a mesma coisa, pois filho não tem substituto, né??? beijos Lindão!!!

  3. Borginho, vocês gatos podem não derramar lágrimas mas quando a gente ama, como eu amo meus 8 filhos e minhas 9 filhas, sabemos distinguir se estão tristes ou felizes. Meu Luan se parece muito com você. Beijos

  4. Ah Borginho será que você tem sempre essa visão da vida?
    E quando acaba o sachê você não fica triste?
    E quando a sua mãe demora pra chegar em casa?
    E quando é seu aniversário e você ganha presentinhos?
    Te adoro! Texto para refletir.

  5. Borginho, o que você está pensando, eu não sei. Mas, que essa sua carinha na foto tá fofa demais, isso tá.

  6. Ai Borges cada dia me encanto mais com sua forma de escrever… Poxa minha mãe diz que o Diego tem uma carinha triste, assim como vc..Bom escreve e com isso conseguimos saber como vc está. Diego me mostra o que sente com os miados e gestos, sei lá,nós sentimos como nossos gatinhos estão!!!

    Lambeijo lindão!

Deixar um comentário