640

Há braços

Fãs,

Papai tem um amigo escritor que sempre se despede nos e-mails, não com abraços, mas com “há braços”. E há tantos braços mesmo nessa vida, assim como há pernas no  bonde do Drummond! Pra que tantos braços, meu Deus? Aqui em casa não faltam braços: dois do papai, dois da mamãe, os da cadeira, os do sofá, das estátuas e por aí vai. Os braços do meu pai e da minha mãe são quentes e carinhosos, mas são duros e ossudos. Já os do sofá são macios e largos, mas não são carinhosos e quentes. Queria poder juntas estes braços. Que meus pais tivessem braços de sofá ou o sofá braços móveis como meus pais. Queria ganhar um abraço de sofá, macio e acolchoado um abraço de mãe gorda e quente como uma almofada gigante.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 

639

640

4 comentários em “Há braços

Deixar um comentário