940

Hamlet e Horácio no cemitério

Fãs,

A tarde começou com um questionamento de Pessoa:

– Tem certeza que essa brincadeira é legal, Borginho?

– Claro, Pessoa! Assim você aprende algo de literatura, algo de Shakespeare. Eu sou o Hamlet e você é o Horácio.

– Horácia!

– Que seja!

– E quem é esse?

– É uma caveira!

– E de quem é?

– Provavelmente de um senhor mui amável, dono de gatos e que agora estamos cuidado dele…

– Então não deveria ser uma caveira, pois ele é homem e não mulher, deveria ser um caveira….

– Então vamos chamá-lo de esqueleto.

– E você tem certeza que é de um homem?

– Claro que não, estou chutado, Pessoa! É parte da brincadeira.

– Pois e se fosse de uma mulher… e de uma mulher que odeia gatos, não deveríamos brincar com ela.

– Huuuum… Não tem como saber, Pessoa, depois que morrem ficam todos com essa mesma cara de bobos.

– E o que os humanos fazem com os que morrem?

– Enterram!

– Enterram, Borges?

– Isso, igual a gente faz…

– Borginho, acho melhor não brincarmos com isso.

– Huuuummm, verdade. Esqueça literatura por hoje.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

939

940

5 comentários em “Hamlet e Horácio no cemitério

  1. Pois é Borges sabendo melhor do que muita gente por aí que todo ser humano é assim por dentro. Ou seja igual. Tenho uma caveira dessa também. Coincidência. : )

Deixar uma resposta para LIGIA Cancelar resposta