751

Jornada de trabalho

Olá, fãs! Como vão?

Eu vou cansado, tenho ajudado meu pai na arrumação do Quarto da Bagunça com a esperança de que ele fique pronto antes do fim do século. Minha ajuda consiste em ficar fazendo companhia para que ele não se estresse. Sendo assim, depois que ele arrasta um sarcófago ou muda uma bigorna de lado, eu me aproximo dele e permito-o acarinhar-me. É uma atividade muito cansativa e esgotante, pois ele me acaricia com sua mão cheia de poeira e suor, quase uma lama. Meu pelo branco quase fica cinza. Papai, desestressado, volta ao trabalho, arrasta um barril, carrega uma réplica do Chac Mool e lá vou eu, novamente, ser acariciado. Ao final do dia, fãs, estou esgotado de tanto trabalhar e acabo dormindo no próprio local de trabalho. Já papai, quando me vê babando sobre o lixo que produziu, se sente recuperado e pronto pra próxima jornada.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 


752
751

8 comentários em “Jornada de trabalho

  1. Que trabalho extenuante Borges! Quando terminar aí, vem me ajudar aqui… Tem muita caixa, novelo de linha e vários cantos legais pra brincar de esconder… Pode trazer a Christie também, que tal???? Pagi com beijinhos, sachês e latas de atum.

  2. Que trabalho extenuante Borges! Quando terminar aí, vem me ajudar aqui… Tem muita caixa, novelo de linha e vários cantos legais pra brincar de esconder… Pode trazer a Christie também, que tal???? Pago com beijinhos, sachês e latas de atum.

Deixar uma resposta para Jaqueline Cancelar resposta