Na beirinha do fim do mundo – Episódio 7 de 10

Olá, amiguinhos. Como vão?
Hoje está acontecendo algo que nunca aconteceu nesse blog! Eu estou escrevendo o segundo texto seguido, um atrás do outro. Isso poderia ser bom, mas não é. Estou fazendo isso só porque o Borginho continua desaparecido! É o fim do mundo mesmo isso.
Tomei coragem e desci as escadas para falar com o tio Mario Grey… eu estava cheia de medo dele, como se ele fosse a besta do apocalipse. Desci correndo meia dúzia de degraus e lá estava ele, deitado feito um javali, de boca aberta, esperando comer alguma mosca de graça. Acordei-o: Grey… Grey… Ele meio engasgado falou:
– Que, que foi, pirralha?
– Queria saber se o senhor viu meu irmão!
– Claro que vi!
– Obaaaaaa! Cadê?
– O que?
– Meu irmão.
– Sei lá.
– Mas você não o viu?
– Vi!
– E cadê?
– Oras, sei lá. Já disse.
– Mas se o senhor viu como não sabe onde ele está?
– Ora bolas, pelo simples motivo que faz uns 5 dias que não o vejo de novo.
– Aaaaah….
Eu senti que o tio Mario Grey estava muito mal humorado e resolvi puxar algum assunto, falei o que veio primeiro na cabeça.
– Tio, você acredia no fim do mundo?
– Claro e ele já ocorreu!
– Já??? Não sabia! Quando foi?
– Quando você e o chato do seu irmão vieram se alojar aqui em meu castelo. Já estou arrependido de tê-los recebido com direito a tapete e tudo mais.
– Ai, tio, não fala isso. A gente não gosta de você, mas a gente tem tentado sempre fingir que gosta, reconheça nosso esforço.
– Ah, mas isto é o fim do mundo.
– Tio, se decide, ou o mundo já acabou ou o fim do mundo é agora.
– Garotinha dos bigodes quebrados, aqui nunca haverá fim do mundo! Nunca! Meu castelo é absolutamente protegido e nada nem ninguém conseguirá adentrá-lo ou sair dele, nem o fim do mundo!
– Nada?
– Nada!
– EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!
– Que foi?
– Se nada consegue entrar ou sair é sinal que o Borginho esteja aqui.
– Mas ele pode ter saído por algum portal mágico ou passagem secreta!
– Como assim, tio?
– Destes que há em filmes.
– Ai, tio… eu já não sei mais o que fazer.
– Ah, sobrinha, muito cuidado com este meu castelo, pois ele é como os castelos assombrados e aqui nada entra e nada sai, mas não impede que os fantasmas dos que morreram aqui continuem a vagar pelo próprio castelo!
– Ai, mamãããe! Obrigada, tio Grey. Preciso subir lá pro quartinho.
– Boa noite, se é que você vai conseguir dormir. HUHUhahaHUHU!

Tio Grey dormindo com cara de javali

 

 

Tio Grey ficou fazendo caras estranhas e me assustando com historias de terror

11 comentários em “Na beirinha do fim do mundo – Episódio 7 de 10

  1. afffffffff… Christie, que coisa! Seu tio Grey foi o mau humor em pessoa… e o Borginho tá dando uma canseira, hein? Já sei! Logo que amanhecer, vai na varanda e fala bem alto que está pensando em fechar mesmo o blog e a página do Face, Já que agora é só vc, vai começar tudo novo e ficar com os fãs dele! Será que ele não aparece? kkkkkkkkk bjinhos!

  2. Tio Grey daria um ótimo contador de histórias de terror. Eu fiquei com medo só de ler o post.
    Espero que o Borges apareça logo, já tô com saudade daquele branquelo 😉
    Beijos

  3. Oi tio Grey é mega mal humorado, hein??? Genteeee!
    Mas o Borginho deve estar escondido em algum lugar por aí!
    Aposto que ele só quer te da um sustão!!
    Volta Borginho, temos saudades!!!

  4. Não esquenta minha linda! Comece a cantarolar e fale bem alto que o blog agora é todinho seu. Garanto que nosso amado Borginho aparecerá em um segundo!

Deixar um comentário