Nota Esclarecedora sobre o SOS Gatinho

Olá, fãs. Tudo bom?

Neste ano, começamos um quadro novo chamado SOS Felinos cuja ideia é ajudar felinos abandonados e em perigo. Mas, ajudar como? Ajudar informado os humanos sobre o estado que passam. Como muitos de vocês sabem, eu sou um gato letrado e o que posso fazer é escrever. Eu, Borges, o gato, não sou uma associação, não sou policial, não sou bombeiro, sou apenas escritor.

Vamos pensar em um acidente humano? Um homem foi atropelado:

– As pessoas vêem, alguém liga pro socorro.

– O bombeiro socorre;

– O policial verifica se houve crime ou alguma ilegalidade;

– O jornalista chega e noticia o fato, o que informa a população e a alerta sobre os perigos no trânsito.

O objetivo do SOS Felino é o mesmo do jornalista, informar. Quando não o do fotógrafo como, desculpem a comparação muito distante, faz Sebastião Salgado. Ou do poeta, como Os Sertões de Euclides da Cunha. Ou seja, temos inúmeros exemplos de pessoas que vão até o local onde os fatos ocorrem e não necessariamente possuem recursos para ajudar de outra forma.

Possivelmente muitos achem que a profissão do poeta é a menor de todas. Concordo, fãs. Viva os bombeiros que vão lá resgatar os feridos. Viva os policiais que vão lá prender os bandidos. Eu, poeta que sou, só consigo escrever, quando muito.

Por que digo isto?

Tenho recebido por e-mail, inbox do Face e até comentários no próprio blog, algumas críticas ao quadro SOS Felinos, dizendo que eu olho o sofrimento felino e não faço nada para aplacá-lo. Ok, as críticas são poucas se comparadas à aceitação dos meus fãs, mas como sempre construímos nossa relação pautado no diálogo, me sinto na obrigação de vir aqui esclarecer.

1 – As denúncias e pedidos feitos, seja de maus tratos ou adoção são feitas por outrem e não por nós que veiculamos a informação após checar sua veracidade.

2 – Não temos como resgatar e adotar todos os gatos que aparecem no SOS Felinos, os fãs que me acompanham sabem que sequer em casa estou, pois estou morando de favor na casa do meu Tio Mario Grey.

3 – O caso dos gatos de Vila Valqueire, denuncia feita aqui: http://borgesogato.com/2013/01/15/sos-felino-caso-2-a-casa-abandonada-de-vila-valqueire/ passa pelas seguintes dificuldades que não posso resolver:

a) Estão dentro de uma propriedade privada abandonada e, ao falar com a polícia, me informaram que para entrar preciso de um mandato senão configura em crime de invasão de propriedade privada.

b) Os gatos são muito ariscos, não é nada fácil conseguir pegá-los para levar para outro lugar sem qualquer tipo de recurso.

c) Os gatos que estão ali estão visivelmente doentes, podendo transmitir algo para mim que também sou gato.

Espero ter deixado claro os motivos do SOS Felino. Sei que não são tão nobres como de Associações como a Adote Um Gatinho, a Amigo Não Se Compra, a Árvore de Noé, mas é o que eu Borges, o gato, como escritor posso fazer.

Obrigado também por cumprir seu papel que é reclamar, pois graças às reclamações construímos textos explicativos como esse. Cada um com sua função social. 🙂

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

 

gatinhos pensando

13 comentários em “Nota Esclarecedora sobre o SOS Gatinho

  1. Reclamar sempre é mais fácil que ajudar, isso é fato. Moro no Pr e não tenho como colaborar pessoalmente, mas se tiver uma conta de pessoa séria que vá tratar os animais posso ajudar depositando. Sou protetora de animais, gatos na sua grande maioria e sei como é dificil arrumar realmente em bote a mão na massa. Espero que alguém se sensibilize e ajude os gatinhos doentes e magrelos deste SOS.

  2. Voce está certíssimo, Borges. Se não podemos efetivamente ajudar, podemos, com certeza divulgar os fatos, para que pessoas que realmente possam ajudar tomem conhecimento. Voce é um belo jornalista, amado Borges.

  3. Por isso que te amamos Borginho; uma relação baseada na conversa sempre dura!!!
    Claro que cada um faz o que pode, eu mesma, ajudo na divulgação de uma ONG daqui de Brasília, já que não tenho como ajudar financeiramente…
    A divulgação é essencial, se ninguém souber o que se passa ninguém ajuda!! Meu Jhonny só está comigo hoje pq divulgaram sua foto no facebook e uma protetora que sabia no meu interesse em adotar um gatinho especial entrou em contato!!!
    Continue o trabalho meu amor, nós estamos aqui para ajudar;
    Lambeijo!

    • Eu gostaria de conhecer o Jhonny, saber como ele é “especial”, mas tem muitas Alexandras Martins no Face, vc enviaria uma foto para mim?. Obrigada
      Sou tia-fã do Borginho e tb conterrânea dele kkkkk Georgete Nilo

      • Oi Georgete como vai??
        Pois é, não tenho face =/.. As vezes uso a conta da minha amiga emprestada, mas apenas para acompanhar uma ONG e da uma olhadinha na página do Borges.
        Entra no álbum do Borges, rocambole de gato, que la tem uma foto do Jhonny e da minha filha Samantha…
        Também tem foto dele e do meu outro gato,Diego, no ‘Diário de dois gatos’, no post diário de vários gatos.Dê uma olhadinha, e depois me diga o que achou!
        Beijos

  4. Ah Borginho, não tem nada pior do que aqueles que só reclamam e não fazem nada! Ou tem, aqueles que mandam ligar pra um protetor (achando que é a obrigação desses) e continuam sem fazer nada!!!

  5. Borges, acho muito importante o quadro SOS Felinos pois você é um misto de jornalista e escritor. E o como jornalista, compete levar, todos os dias, a milhares de lares, a realidade do cotidiano. A matéria-prima nua e crua, podendo em alguns casos ser cruel sim, revelando os fatos e aquilo que precisa ser feito ou mudado. É sua ingrata tarefa chocar, inquietar, despertar, conscientizar, mobilizar e até indignar seus semelhantes, na esperança de fazer com que as pessoas entendam e se mobilizem de alguma maneira. Ou seja, que é preciso informar sempre e nesta área de atuação, fazer tudo da melhor forma possível sempre com o intuito de ajudar. Então não cabe ao jornalista e menos ainda ao escritor o papel de super heroi.
    Cada um ajuda o semelhante da forma que seu dom lhe foi concedido, por isso Borginho .. continue sempre informando e sendo testemunha fiel dos fatos, este é o seu dom e o seu ofício. E como já dizia Oswald de Andrade, muitas vezes “A poesia está nos fatos”, ser escritor ou poeta é antes de mais nada, saber doar-se ao próximo através das palavras, sem elas não há informação e sem informação não se pode ter atitudes. Lambeijinhos para você e quem reclama é porque nem sequer teve a iniciativa de informar e provavelmente também não teve iniciativa para tomar uma atitude. Parabéns!! Adoro vc e tudo que escreve … !! 🙂

  6. Borges, querido. Eu acho muito importante o quadro SOS Gatinho, tanto que votei nele como meu preferido na enquete. Infelizmente, o que mais tem nesse mundo, é gente desocupada que só reclama e não faz nada. E são essas mesmas pessoas que acham que protetores e Ongs vivem no Mundo Mágico dos Animais, onde podem recolher todos, tratar e dar condições dignas… isso tudo pago com o dinheiro do mundo mágico da imaginação.
    Espero que você não se chateie com isso e não deixe de postar as denúncias e pedidos de adoção, pois conheço muitos casos de animais que só conseguiram a ajuda necessária graças às pessoas que compartilharam as denúncias.
    Beijos!

    • Concordo com vc, Kátia. Tb foi o meu voto para o SOS. Borginho, continue assim, vc está indo muito bem, vc é demais!!!!
      Lambeijinhos.

  7. Informação é essencial em tudo, e falta de informação é ignorância. Não no sentido ofensivo e pejorativo. E a ignorância é a mãe de muitos males, inclusive críticas e acusações infundadas. Muitas vezes informação gera participação, ou seja, tem gente que pode e não ajuda simplesmente porque não sabe ou não compreende. Assim Borginho, acredito que seu trabalho de jornalista-poeta é sim, à sua maneira, também um trabalho de super-herói. Lembrem-se que em outros tempos até divulgar a informação era considerado “crime” e então temos a verdadeira dimensão do poder deste trabalho que você e a Christie (e seus pais) realizam. Como já foi dito, cada um ajuda da maneira que pode e faz melhor.
    Beijinhos no coração e muito obrigada pelo lindo trabalho de vocês!

  8. Borginho, infelizmente é assim: quando um se levanta para fazer o bem, vem dez para desestimular…
    Cada um de nós aqui faz o seu possível para melhorar este mundo sofrido. O papel de escrever, informar e divulgar é muito importante sim!
    Não ligue para estes chatos que só sabem apontar o dedo, mas são incapazes de AGIR em prol dos gatinhos necessitados.
    Lambeijos!

Deixar um comentário