428

O anfitrião

Olá, fãs! Como vão?

Isto de apartamento novo é bem cansativo. Cada hora minha mãe ou meu pai trazem um amigo diferente aqui. É gente que fuma, gente que bebe, gente que ama gatos e quer ficar tirando fotos comigo, gente que sequer sabe o que é um gato, gente que acredita em discos voadores, gente que gosta de seriados, gente que gosta de novela, gente que ama sorvete, gente que come maxixe, gente que tem sotaque, gente que fala outras línguas, gente que é perneta, gente que perdeu o emprego, gente que perdeu os pais, gente que ganhou um filho, dois, três. Gente! Por sorte é só gente mesmo. Prefiro ser anfitrião de gente do que de outras animais, confesso… Ser um anfitrião de pessoas é fácil, basta dizer: “Fique à vontade, a casa é sua!”, “Não repare na bagunça!”, “Seja bem-vindo!” E, feito isto, vou embora. Vou para o quarto de minha mãe, vou para a biblioteca, vou para onde quer que seja. Pois, se é para a visita ficar igual na casa dela, que fique sem mim, pois só há Borges na minha casa e não na casa de outro alguém.

Borges, o gato – @borgesogato

428
Recebendo as vistias
429
Agora que você chegou, fique à vontade, a casa é sua. Tchau!

4 comentários em “O anfitrião

  1. Ahhhhhhh! Quero muiiiitoooo, tipo, preciso muuuuito desses tapetes de gatinhooooooo!
    Borges, lede pra sua mãe contar no Facebook onde comprou! Beijocas, sr. Anfitrião!

Deixar uma resposta para Paola Cancelar resposta