488

O dilema da saudade

Fãs,

Papai e mamãe têm trabalhado muito. Eles saem de manhã e mal consigo ronronar aos seus pés. Quando o motor do carro arranca, eu fico na grade da varanda, esperando a hora de eles voltarem. Dou alguns miados que significam “adeus!” O dia passa triste, a ração parece amarga, a água parece seca. Resolvo dormir para passar mais rápido, mas parece que o relógio não gosta de correr, apenas se arrasta. Dou umas patadas num ratinho de pano, entro e desentro em uma caixa de papelão. Deito: de barriga pra baixo, de barriga pra cima, de barriga pro lado. Quando começa a cair à noite, me animo, vou para a varanda e mio, mio, mio como quem grita pro relógio: “corre, seu vagabundo!” Quero tanto ficar junto, quero tanto minha mãe, quero tanto meu pai, quero tanto companhia humana, calor, conversa, carinhos. Escuto o carro. Papai e mamãe voltaram. Já passa das 21h. Escuto passos na escada. A porta abre: “Borginhoooooo!” Papai me pega no colo, me aperta. Mamãe me puxa, me agarra. Ele toma de volta. Me sacodem pra um lado, me sacodem pro outro. Papai puxa meus pés. Mamãe puxa minhas mãos. “Borginho é meu!” , “Não, é meu!”, “Dá ele aqui!” “Não, eu vi primeiro!” Eles me agarram, me abraçam, me esmagam e eu penso: “como eu queria estar longe.”

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

488
Esse é um terrível abraço do meu pai! É muito ruim, acreditem, não sei como mamãe aguenta.

 

9 comentários em “O dilema da saudade

  1. Delicinha de gatinho: esse é o preço que se paga por ser tão amado… Lola vive amassada, pode reclamar, miar, espernear, nem ligo. Coisa fofa é digna de ser amassada e pronto! 🙂

  2. Precisa de outro gatinho para que possam brincar e passar o tempo juntos. Vocês vão ver como ele vai estar mais feliz. Que tal uma campanha:” Um irmãozinho pro Borginho”?

  3. aqui em casa são duas , a Pituxa por mais que sinta nossa falta , não quer saber de colo , apenas se esfrega em nossas pernas , já Bia falta falar e pedir colinho , amo demais as duas

Deixar uma resposta para Beatriz Sauerweing Cancelar resposta