ozzy1

O reencontro com Ozzy

Fãs,

Um dia eles se separaram. Ele a amava tanto, mas se separaram. Não por culpa dele ou por culpa dela. As separações são assim: um vai, outro fica, às vezes por motivos que desconhecemos ou sem motivo algum. Falo do Ozzy e do dia em que ele se separou da sua patinha. Ela se foi, ele ficou. Ozzy tornou-se um gatinho de três pernas. O centro das atenções: “lá vai o gatinho de três pernas, falavam todos!” Para a concorrência não ser desleal, seus irmãos foram abdicando de orelhas, do equilíbrio e do que podiam. E todos passaram a chamar a atenção igualmente. Mas Ozzy queria ser um mestre na arte da aparecência e aprendeu a dançar sobre três patas. O gato trípede como um velocípede sambava pela casa e todo dia era carnaval. A patinha do Ozzy, saudosa, dançava um chorinho no céu. Outros gatos pernetas, piratas, malandros, quiseram pegar a patinha do Ozzy pra si. Mas ela preferia dançar sozinha do que dançar com qualquer outro. Depois de tanto dançar, Ozzy se aquietou. Tocou aquela música fim de festa e os convidados foram embora. Ele resolveu sair dessa festa e ir pra outra. Cansado do silêncio da terra, subiu aos céus. Lá, reencontrou sua antiga pata, que há tempos o esperava. Os dois dançaram a noite toda e dançam até agora. Onde tocava um chorinho, agora há um esquindô lalá, um esquindô lelê. E Ozzy nos espera, ao lado da quarta patinha, para a próxima dança, quando já não tocará mais samba e todos nós pularemos um Crazy Train.

Ass.: Borges, o gato

 

 

 

ozzy3

ozzy4

ozzy5

ozzy6

ozzy7

ozzy8

15 comentários em “O reencontro com Ozzy

  1. Parei de ler antes do texto acabar… Porque já estou chorando muito! Que a mãezinha do Ozzy fique bem… E que Ozzy brilhe mto no céu!

  2. Crazy train homenageia justamente alguém que foi embora muito cedo… Gatos poderiam viver 100 anos e seria pouco.

  3. É triste perder um companheirinho como o Ozzy, mas ele vai estar sempre no coração das pessoas que o amaram aqui na terra.

  4. Borginho sempre nos premia – na alegria e na tristeza… Na saúde e na doença… E vamos assim, nesse casamento do ídolo com seus fãs, vivendo tudo de uma forma sempre especial e intensa… <3 Todo meu amor e gratidão a Rita e Borges, por me permitirem fazer parte da vida de vcs…

  5. Que homenagem linda, Borginho, fiquei emocionada. Um beijo para a Rita, mamys do Ozzy, meus sentimentos.

  6. Linda homenagem, muito sensível, e o Ozzi a merecia mesmo… vou sentir saudades dele, coisiquinha mais fofa e querida do mundo…

  7. Que homenagem linda Borginho..o nosso Ozzi merece todas as nossas lágrimas, sejam de tristeza ou de saudades…jamais o esqueceremos e ja podemos senti-lo por aí em todos os lugares dando piruetas nas nuvens. Lambeijus dos primos Catarina Amapola e Elvis..Titia Lenzi Roh te ama muito tbem..

  8. Como não amar o Borges? Como não amar o Ozzy, a Rita, o Jordan, a Tapioca, a Geisa, a Beatriz, a Luna, a Cristina, a Linda, a Alexandra, o Vinícius, a Emanuele, o Grey, a Drica, a Hermínia? Como não amar a Christie, o CH, a MC, a Nana, o Jhony, a Bibi? Como não amar a Gatidade? Como? Alguém me explica?
    ♡♡♡

Deixar um comentário