O sr. Mario Grey

Fãs,

Mario Grey é um sujeito amaneirado – é meu tio, pra quem não sabe, mas é mais novo que eu. É o irmão temporão de uma família de humanos bem mais velhos que ele. Quando eu o conheci, achei que seu nome fosse literário também, como o Dorian Gray, mas descobri depois que era Grey, porque Grey é cinza e acharam-no cinza, embora seja policromático. Mamãe diz que se Mario Grey fosse gente, seria igual ao Danny DeVito, só que de bigode. Grey me lembra o gato de Cheshire da Alice, vive pelo alto da casa, em cima da escada, com um olhar misterioso, é roliço e de pouca conversa. Neste domingo, cheguei na casa da vovó e Mario estava deitado no seu sofá, com uma roupa pra lá de esquisita, ele ficou me olhando com sua cara de rei, depois virou as costas e subiu. Vovó disse que ia pegar a roupinha pra eu usar um pouco, mas eu torci a cara e disse que não, que prefiro andar mesmo nu, com minha roupa de nascimento ou de smoking que é mais elegante. Então Grey pôde continuar vestido como estava, tomando seu chá da tarde, como fazem os ingleses.

Ass.:  Borges, o gato – @borgesogato

Mario Grey com sua elegante roupa rosa de crochê
Não, vovó, lá em casa não adquirimos o hábito de nos vestir assim

10 comentários em “O sr. Mario Grey

  1. O nome do seu tio veio mesmo a calhar, né, Borges!
    O “Grey”, para mim, parece que serviu também como grisalho.
    Mesmo sendo mais novo que você, parece mais um “senhorzinho”.
    Preciso dizer, querido Borges, que fiquei com medo dessa sua cara de recusa. 😛

  2. Ai, queria que os meus usassem roupinhas… ainda mais nesse frio… mas eles são seus adeptos Borges, e curtem um naturalismo felino!
    Beijão

  3. Acho que o seu tio ficou lindão de roupa de crochê! Aqui em casa os gatolinos também são como você, preferem ficar com a sua pelagem natural.
    beijos

Deixar um comentário