32

Pelas esquinas

– Papai, tô na esquina da cama. – Disse eu.

– E cama tem esquina, moleque?

– Tem sim, são esses cantinhos em que a cama se encontra com o nada, que é o fim dela.

– Ah, isso é uma esquina?

– Claro, papai.

– Então você tá parecendo uma macumbinha largada nessa esquina!

– Macumbas ficam na esquina, pai?

– Já ouvi dizer que sim.

– Por quê? Sei lá, se a esquina da cama é o encontro com o nada, a esquina da rua deve ser o encontro da rua com um mundo dos mortos.

– Ah, faz sentido, papai.

– Esquinas são lugares de encontros, independentemente de reais, virtuais, espirituais, ficcionais…

– Por isto que gosto de ficar na esquina da cama, para me encontrar com vocês.

– Que bom, filho, eu venho caminhando por esta estrada perigosa chamada vida e nossos carros se encontraram, mas não bateram, eles pararam pra conversar.

– E eu, papai, quero estar sempre nas esquinas da internet, pra ver todas as vidas que passam, as histórias que passam, os mundos que passam…

– Internet tem esquinas, filho?

– Tem, oras. Toda vez que duas vidas se cruzam, forma-se uma esquina. Meu blog é uma pista perigosa, cheia de cruzamentos e esquinas.

Borges, o gato – @borgesogato

32
Eu, numa esquina da cama, numa esquina da vida.

8 comentários em “Pelas esquinas

  1. Texto lindo, Borges!! Faz a gente refletir e pensar em tudo que já vivemos, todos que já conhecemos, quem ainda iremos conhecer, mesmo que virtualmente. Todos que passam por nossas vidas sempre acrescentam algo. A gente pode não perceber de imediato ou muitas vezes achar que alguns não trouxeram nada de bom. Mas lêdo engano, tudo tem um propósito e faz parte desse aprendizado constante chamado VIDA.

  2. Olha eu aqui nessa esquina outra vez! Adorei o texto, que explicação mais linda para esquina. Aiaiaiaia Borginho quero te apertar!!!!!!!!!! bjossss 😉

  3. Não consigo me lembrar em qual esquina nos encontramos, Borginho… mas sei o quanto vc tem sido importante desde então… Que texto lírico… <3 Quero mais é continuar 'correndo perigo' com vc e seus fãs – porque nessas suas esquinas tenho conhecido gatos e pessoas incríveis! <3 Sempre lindo na foto… <3

  4. Gente não acredito que esqueci de comentar esse texto tão lindo #chateadacomminhalerdeza !!!

    Poxa adorei esse texto, ótimo. A esquina em que encontrei o Borginho foi na esquina de um blog que anunciou outro. O vídeo coçar gatinho foi para no blog do Manjar e Mingau(diário de dois gatos)e ameeeeei de primeira e comecei a ler o blog incessantemente…
    Adoro todos os cruzamentos que passam por aqui, sempre cruzo com pessoas ótimas e tias queridas..Bia, Drika, Rita, Ethel, Glaucia, Paola, Sara Bolica e outras tantas….

    Lambeijos e que eu ainda possa cruzar muitas esquinas por aqui 😉

    • Pois é, Alexandra! É mesmo incrível isso tudo! As possibilidades são infinitas! Fiquei tentando me lembrar como foi que descobri o Borginho – não consegui… 🙁 Só sei que encontrei – q bom!!!! E que logo me apaixonei! Foi amor à primeira vista! Aiaiai… Sabe, Borginho dá voz pra minha Tapioca e pra tds os gatos do mundo. Voz, letra e melodia! É a obra completa! <3 Sei que a primeira interação foi no video "Coçar gatinho" – corri pra filmar a Tapioca e ficamos todos radiantes, cantarolando "Coçar gatinho" por muuuuuito tempo! kkkk Maravilha de esquinas, com fãs tão bacanas como os que estão por aqui! Bjs! <3

Deixar um comentário