685

Sobre a altura das maçanetas

Fãs,

Os humanos com sua mania de se acharem o centro do universo fazem suas obras e construções com o único e exclusivo objetivo de favorecer apenas a si próprios. O sofá, por exemplo, pasmem, dizem que não foi construído como arranhador! Ou seja, um verdadeiro absurdo pensar que um arranhador tão perfeito possa ter surgido simplesmente para os humanos sentarem. E assim é com tudo que nos rodeia, as caixas de papelão não foram feitas como camas; os cadarços não são brinquedos… Sorte que reinventamos tudo isso que está ao alcance de nossas patas. Porém, as maçanetas não estão ao nosso alcance e não podem ser reinventadas. Sequer nos permitem que entremos nos lugares que gostamos, como o banheiro, por exemplo. Fico ali tentando alcançá-la, às vezes até pulo para tentar abri-la, mas ainda estou longe de obter sucesso. Queria solicitar aos humanos que façam maçanetas mais baixas, para gatos, pois já que vocês fazem questão de portas, que pelo menos nos seja possível abri-las. Ou, façam como nós, optem por um mundo que está sempre aberto, sem trancas, e tudo é um cômodo só, que serve para comer, dormir, brincar e ninguém tem vergonha de fazer o que todo mundo faz, basta depois enterrar.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

684

685

5 comentários em “Sobre a altura das maçanetas

  1. Ah! Tadinho!! Os gatos deveriam ser mais considerados e poder estar em qualquer lugar, mas bem protegidos, é claro! lambeijos à todos!

  2. Aqui na minha casa só o banheiro fica de porta fechada pq os cachorros fuçam o lixo… Vem prá cá Borgito!!

  3. E esse aparato instalado na porta aí o que é, Borginho? Fiquei curiosa! É um entra e sai para você passar pela porta? P.S.: Você sempre lindo!

  4. Isso mesmo Borginho!!!!
    Nós temos que pular e estamos mais velhinhos… maçanetas mais baixas facilitariam nossas vidas!
    Assinado: Nelson, Barto, Ébano e Luan.

  5. E ainda tem os que mesmo assim pulam para abrir.
    Acho muito engraçado esse toc de vocês gatinhos não gostarem de portas fechadas.

Deixar uma resposta para Paola Cancelar resposta