Pra que tão pouca perna, meu deus?

435

O coração de Drummond pergunta em seu poema das sete faces: “Pra que tanta perna, meu deus?” Eu pergunto justamente o contrário. Eu tenho quatro pernas, Christie também. As cadeiras, cada uma das seis, possuem quatro. A mesa, quatro pernas também. E por que meu pai e minha mãe só possuem duas? Pernetas! Sim, pois … Leia Mais…