Atrás da porta

0608

Fãs,

O dia é de espera. De manhã, minha mãe e meu pai saem. Cada barulho parece um retorno. Mas não. Às 10 horas da manhã ouço um barulho na escada, corro para trás da porta, depois ouço um sininho, é o Grey. Às 11:32, Christie ouve um barulho na sala, mas é a vovó abrindo a tábua de passar. Às 12:33, Christie me acorda dizendo ter ouvido um barulho bem alto, é a janela que está batendo com o vento. De tarde, o sono é mais profundo, mas a cada barulhinho corremos para trás da porta. Estamos nos tornando especialistas em identificar sons: o som da caneta que cai no chão, o som dos tamancos da avó, o som do espirro do tio, as almofadinhas do Grey quando tocam o chão. É de noite, por volta das 20 h, que ouvimos o som que passamos o dia querendo ouvir. A porta de madeira se abre, pés sobem apressadamente a escada e, atrás da porta estamos nós, de barriga pra cima, ronronando esperando pelos pais.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

0608 06082