Um poço de água

Fãs,

Estava assistindo com papai uns filmes antigos de Velho Oeste. Nele, havia um bandido que era dono de um poço e que tomava conta da água e cobrava para as pessoas beberem. No Velho Oeste, ter poço de água é ter muito dinheiro! Aqui também. Eu estava acostumado a beber em bicas, a Christie adorava sua fontezinha, mas quando viemos para o castelo do Mario Grey, fomos atendidos com grandes poços de água translúcida e fresca.

Contam as lendas que ecoam pelo castelo na voz de servos humanos, que Mario Grey possui vários potes deste revestidos em ouro. Christie está tão deslumbrada que passa horas se olhando no poço e já pediu até umas moedinhas emprestadas ao Oinc-oinc para jogar e fazer um pedido. As paredes do castelo cochicham que Mario Grey gosta mesmo é de se ver refletido no poço tamanha sua vaidade e que passa horas e horas a se namorar e quase já morreu afogado algumas vezes tentando beijar sua própria imagem.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Eu ao lado do poço oferecido pelo tio Grey para atender nossa suite
Christie encantada com o poço e debruçada sobre ele fazendo um pedido após jogar uma moedinha emprestada pelo Oinc-oinc

9 comentários em “Um poço de água

  1. Viu como o tio Grey é legal? Até deixou um poço só para vc e a Christie..
    Lambeijos para os três,s2s2s2

  2. Vc é a mistura perfeita do lirismo dos poetas, da simplicidade das crianças e da pureza dos animais… Borginho, vc é singular… <3

  3. Passei um tempo sem visitar o blog, e me deparo logo com essa historinha linda… amei!
    Adorei também o comentário da Bianovavida aqui em cima, concordo plenamente com ela! Borginho, você e sua irmãzinha são demais!!

Deixar um comentário