1059

Uma gata manuseável

Olá, amiguinhos! Tuuuudo beeeem?

Andaram dizendo que tô sumida. Mas tô não, tô sempre aqui aparecida mesmo. Vocês que estão sumidos se o ponto de vista for o meu. Na verdade, tenho andado de mão em mão. Borges é um gato impaciente: se chega uma mão nova, corre, mordisca, não dá confiança. Pessoa é uma gata inquieta: corre pra lá, corre pra cá, luta com a mão, dá um super ataque, dribla a mão. Eu, eu sou gata de manusear. Se chega uma visita e quer muito uma terapia de carinhos em ronrons felinos, mamãe vai lá no quarto, me manuseia até a sala, ali eu fico. A visita coloca a mão sobre minha barriga e começa a massagear. Algumas cantam: “coçar gatinho é muito bom, coçar gatinhooo”. Eu retribuo com ronrons. Sou uma gata de manusear, embora seja difícil de manipular, faço tudo por minha vontade e sou manuseada por humanos estressados que não aguentam mais ser manipulados por aí: pelo trabalho, pelos amigos, pelo história que está construída e que acreditam que devem repetir.

Lambeijos

Ass.: A gata Christie

 

1056 1057

1058 1059

4 comentários em “Uma gata manuseável

Deixar uma resposta para Fabiana Cancelar resposta